A verdadeira história por trás do filme: Prenda-me se for capaz

Desconfie de todos, até daqueles que passam toda a confiança do mundo e que são geniais em algum âmbito. É essa a certeza que temos ao assistir ao filme Prenda-me se for capaz (2002), dirigido por Steven Spielberg. Ele é baseado no livro autobiográfico de Frank Abagnale Jr.

Se você é fã de filmes baseados em histórias reais, precisa conferir o artigo, com 30 filmes que me surpreenderam por serem baseados em fatos reais!

Filmes baseados em fatos reais

Frank, como personagem principal dessa história real, prende a atenção de qualquer um ao ser encarnado por Leonardo Di Caprio. É inacreditável pensar que um garoto tão cativante como ele poderia se tornar o fraudador mais procurado dos Estados Unidos.

No filme, o espectador assiste a quase que uma corrida entre gato e rato entre o agente do FBI, Carl Hanratty, interpretado por Tom Hanks, e o jovem golpista Frank Abagnale Jr.

O roteiro do longa foi bastante realista, mas não pode seguir absolutamente todas as características da vida de Frank. Contudo, as diferenças são pequenas entre a vida real e o filme como, por exemplo, ele não é filho único e sim, um dos filhos do meio de uma família com quatro crianças.

Outra peculiaridade é que no filme são retratadas quatro falsificações de identidade: de professor, piloto, médico e advogado. Mas em sua vida criminosa, ao todo, foram oito personificações de profissionais até o momento de sua prisão.

Vida agitada
Frank Abagnale Jr., que nasceu no ano de 1948, começou cedo a fraudar documentos e cheques. Assim que seus pais se separaram, ele foi questionado pelo juiz com quem gostaria de viver. Sem saber o que responder, ele decidiu fugir de casa, em 1964, ficando 7 anos sem falar com sua mãe.

O primeiro golpe foi a falsificação de cheques sem fundo. A partir disso foi evoluindo suas técnicas de fraudes bancárias, abrindo contas em diferentes bancos com diversas identidades. Logo iniciou a impressão de seus próprios cheques, resultando em cópias perfeitas dos originais.

Por dois anos, Abagnale também fingiu ser piloto da companhia aérea Pan Am. Para isso falsificou um cartão de identificação, um certificado de piloto com a permissão para trabalhar e conseguiu um uniforme legítimo da empresa.

Uma outra farsa foi como pediatra. Após conhecer um médico, Frank disse a ele que também era e foi indicado para trabalhar em um hospital do estado da Geórgia. Cometeu diversos erros em seus atendimentos e foi mandado embora em 11 meses.

O fraudador ainda conseguiu atuar como advogado em um escritório, atestando ainda ter se formado em Harvard! Além disso, forjou um diploma da Universidade da Columbia e lecionou sociologia em uma universidade.

Prenda-me se for capaz


Fim dos disfarces
Abagnale Jr. esteve sempre como fugitivo do FBI, e foi pego em 1969, na França, ao ser reconhecido no aeroporto. Foi extraditado para a Suécia e posteriormente deportado para os Estados Unidos, onde iria cumprir 12 anos de prisão por falsidade ideológica.

Porém, foi libertado pelo governo, sob a condição de que ajudaria as autoridades do país a identificar as futuras fraudes monetárias. Hoje, é dono da Abagnale & Associates, consultoria que atua contra golpes financeiros.

Uma trejetória inacreditável, não? Foram tantas fraudes que nem o próprio Abagnale Jr. se lembra. em visita a São Paulo ele afirmou que algumas pessoas o consideram um "gênio", mas ele não se enxerga assim: "Olho (o que fiz) como algo imoral. Eu vivo com um ônus cada dia da minha vida e vou viver até morrer", disse.
A verdadeira história por trás do filme: Prenda-me se for capaz A verdadeira história por trás do filme: Prenda-me se for capaz Reviewed by Anna Vlis on 13:30 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.